quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Aprendendo a dizer "não"

Por Nikki Fletcher

A vida na Igreja pode ser muito atarefada, principalmente se estamos envolvidos na equipe de louvor. Se não tivermos cuidado, nossa semana pode se tornar confusa com todos os compromissos e atividades. A vida já é bastante movimentada, e adicionando ensaios, reuniões de equipe, passagem de som, reuniões de oração, encontros pastorais, reuniões sobre as reuniões e um monte de outras atividades maravilhosas; pode ser muito fácil negligenciar o que é mais importante.

Só porque estamos ocupados não significa necessariamente que estamos sendo frutíferos, e se não há espaço e tempo para Deus, relacionamentos, criatividade, espontaneidade, divertimento e descanso estamos entrando na "zona perigosa" da exaustão e perda da paixão - tambem conhecida como "esgotamento". Como seguidores de Deus, líderes e ministros, nosso objetivo é "terminar a corrida". Precisamos pensar a longo prazo e tomar decisões com base naquilo que é saudável, equilibrado e sustentável.

Então, 2011 é um bom ano para começarmos a esboçar, planejar, sonhar e pedir a Deus para nos mostrar qual a melhor forma de gastar as preciosas semanas que temos pela frente.

Eis alguns pensamentos:

Como Deus tem chamado você agora?

Todos nós passamos por estações, e é bom fazer a reavaliação de tempos em tempos.

Sou chamado para liderar a adoração?
Sou chamado a compor canções?
Sou chamado para pastorear as pessoas?
Somos todos chamados a adorar e fazer parte do Seu Corpo e servir a Sua Igreja, mas o que é o meu papel específico dentro disso?
Focalizar muitas coisas ao mesmo tempo pode significar que fazemos tudo de forma ruim e nada bem.

Recentemente o compositor Ruben Morgan ministrou à nossa equipe de louvor e falou sobre a sua vocação específica, como compositor, e sua vocação com as pessoas da igreja. Ele disse que para ele seguir e ser fiel à Deus significou muito sacrifício e um monte de vezes dizer ´não´ à compromissos que ele não era especificamente chamado.

É tão fácil dizer "sim" - e depois nos arrependemos mais tarde, querendo cumprir nosso compromisso a contragosto ou não completá-lo totalmente.

O que e que Deus te chamou para nesta estação? Mesmo que seja uma ou duas coisas ...



O que eu quero atingir?

Ter simples metas pela frente - mantendo-se responsável e, mantendo o foco sobre elas pode nos ajudar, não só a sermos mais eficazes, mas também ajudar a orientar nossas decisões, nos assegurando que usaremos nosso tempo da melhor maneira possível. Nós nos livramos daquilo que pode ser usado em qualquer coisa:

Em quê irei investir este ano?
No final do ano o que eu gostaria de ter melhorado?
O que eu queria ter feito?
O que eu quero produzir?
Eu sempre fui inspirada por esta escritura: Habacuque 2:2 "O SENHOR me respondeu e disse: Escreve a visão, grava-a sobre tábuas, para que a possa ler até quem passa correndo".

Anote suas metas, permaneça focado e corra com elas!



O que é sustentável?

Recentemente eu me encontrei dizendo sim para algumas coisas que eu provavelmente não deveria fazer. Eu estou aprendendo como equilibrar a vida familiar e profissional, mas no momento eu provavelmente terei que dizer ´não´ muito mais do que ´sim´. Eu adoraria estar ministrando a adoração várias vezes durante a semana e gastar 3 horas por dia compondo canções, mas este ano não é fisicamente possível. É sempre melhor se submeter e concluir, do que se entregar em excesso e concluir mais ou menos. Se os nossos corações e atitudes estão corretas, não há problema em dizer não - basta nos comunicarmos da forma correta, para que os nossos dirigentes e equipe conheçam nossa situação e onde estamos.

Ao pensar sobre isso Eu me lembro da escritura: Salmo 127.1-2 "Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem."

Nós não precisamos "tentar em excesso" correndo por aí fazendo mil coisas (principalmente para agradar a nós mesmos ou ganhar a aprovação dos outros), mas sim deixar que Deus faça a obra em nós apreciando o trabalho que Ele colocou diante de nós.

Mais importante ainda, vamos continuar buscando Deus. Não importa o quanto ou quão pouco somos capazes de estar envolvidos neste ano, vamos cumprir o nosso objetivo da melhor forma possível e adorando e sendo fiel a Deus com o que temos para oferecer.



Fonte: www.worshipcentral.org
www.adorando.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário